Para onde você está indo

23 jul

Hoje eu gostaria de começar este post com algumas perguntas. Perguntas que eu faço a mim mesma, e quero dividir com vocês. Depois do meu desaparecimento, achei que já era hora de voltar, né? Então aperte o cinto porque sem querer (eu juro!) eu acho que vou compensar todo meu silêncio desse último mês aqui no blog!…rsrsrsrs

Gostaria que você parasse um pouquinho. Imagino que o blog é uma das muitas coisas que você está lendo hoje na net, mas respira fundo e pára só um pouquinho.

Agora eu gostaria que você pensasse para onde você está indo. Acho que todos nós queremos chegar a algum lugar, não é? Mesmo sem pensar, damos uma direção para nossa vida. Humm…estou apertando muito? Deixa eu simplificar um pouco. Em quais coisas você tem investido? Em um relacionamento? Em uma carreira promissora? Em uma casa ou carro melhor? Em um prazer maior?

Todas são válidas. São boas, desejáveis, e qualquer pessoa com algum juízo desejaria qualquer uma dessas. Se puder ter todas então, nem se fala. Quem não quer ser bonito, rico, viajado e bem relacionado?! Tudo bem, não vamos tãão longe. Basta ter uma família que te ama, um emprego que se encaixe bem com seu perfil, alguns bons amigos, e umas fériazinhas supimpas uma vez por ano.

Bom, você pode me chamar de ambiciosa e desasossegada, mas eu acho que poderíamos desenvolver melhor esse ideal de vida.

Primeiro, porque essa idéia significaria que mais de 6 bilhões de pessoas vão trilhar o mesmo caminho ao longo da vida. Poderíamos até escrever um roteiro simplificado: nascer, crescer, estudar, escolher uma profissão, namorar, casar, ter filhos, continuar na profissão, ter netos, quem sabe bisnetos, e morrer. É um bom roteiro, mas longe de ser um fim relevante em si mesmo. Você pode tomar decisões diferentes em cada etapa, mas no final das contas só vai ter trilhado a mesma rota que todo mundo está trilhando.

Segundo, porque essa idéia é limitada. Se considerarmos as religiões mais expressivas, com maior número de seguidores, seja cristianismo, islamismo, judaísmo, espiritismo, budismo, todas consideram a questão da vida após a morte. Você pode até não querer pensar muito nisso, mas no fundo deve saber que faz muito sentido. Dificilmente uma idéia seria tão difundida se fosse completamente infundada. E se essa tal vida existe, e seja realmente consequência das nossas escolhas nessa vida de cá, nosso planejamento de vida deveria incluir ela também. 

Terceiro, bem lá no fundo, mesmo que a gente não perceba ou não consiga colocar em palavras, parece que a gente quer mais. De onde vem os filmes que nos arrepiam, sejam épicos ou de guerra, os livros que nos prendem ou  a paixão por torcer? Parece que todos temos um certo anseio por viver com mais paixão, com um propósito. Queremos que nossa vida resulte em alguma coisa especial, não rotineira, comum, carne de vaca. E no meio da jornada, queremos desafios que precisem das nossas habilidades, talentos, nosso potencial. Queremos nos realizar como indivíduos, e não ser apenas mais um ser humano que passou pela Terra, durou uns 80 ou 90 anos, e morreu deixando uma lembrança que durará algumas poucas gerações e finalmente cairá no esquecimento. Mas não sabemos ao certo como termos uma vida diferente dessa.

Diante de tudo isso, parece que resolvemos simplificar as coisas. Fizemos um projeto de vida que pudesse ser controlável, simples, e humanamente possível de ser vivido. Pode não ser tuuudo aquilo que esperávamos, mas não é de todo ruim. Tipo, mais vale um pássaro na mão do que dois voando…

Mas esse não é o fim da história. Na verdade, existe outra história para ser contada. Existe uma possibilidade de viver com significado. Existe um propósito que compensa todos nossos esforços. E ele vai muito além de uma faculdade, uma carreira ou até de um casamento. Ele inclui tudo isso, mas é ainda mais profundo e empolgante. Na Palavra fala que Deus escreveu todos os dias da vida da cada de um de nós antes de nascermos. Ela também fala que fomos criados como o masterpiece da criação, e que Ele deu a cada um uma capacidade especial para que pudéssemos realizar um trabalho significativo aqui na Terra, com resultados que não só repercutiriam aqui como também na eternidade. Ela fala que essa vida que Ele planejou está escondida no Filho dele. Aliás, foi ele quem provou que essa vida existia, quando desceu e viveu ela aqui, no meio de nós.

Não sei que idéia você tem de Deus. Ou do que pensa ser o significado de viver uma vida com Ele. Mas acho que pelo menos 90% da humanidade entendeu tudo errado. Colocaram Deus na igreja, nos ditados, nas doutrinas do “isso pode e aquilo não pode” e mandaram ele ficar quietinho lá, como se isso fosse possível. Se você não conhece Ele, vá atrás! Leia as palavras que ele deixou para trás, procure alguém que possa te esclarecer (eu ainda estou aprendendo muito, mas me ofereço), não fique aí parado pensando que Ele não se importa ou perdeu a capacidade de se relacionar com os seres humanos. Quem perdeu a capacidade de se relacionar fomos nós. Ele não é algo cósmico e intocável. Ele é a própria fonte de vida, a personificação de tudo o que é bom, emocionante, justo e perfeito. Totalmente disponível para quem desejar ter um tête-à-tête com Ele, e pronto pra dar a Vida a quem quiser receber.

Não vou me estender mais, então please, pense nisso. E quero fechar com um video, porque como muitos já sabem eu sou super fã de videozinhos, mais fã ainda de filmes, e mais mais fã ainda de Transformers 2, que assisti hoje. E super compensou a muvuca fubá da fila do cinema. Achei o filme muito, muito bom. Conseguiu superar minhas expectativas, que já eram altas. Aproveitem e até o próximo post😉

Abraços……………………………………:)

Uma resposta to “Para onde você está indo”

  1. Kennedy Lucas julho 25, 2009 às 2:35 am #

    Voltou com gás hein, rsrs.

    Que saudades!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: