Aqueles dias

24 nov

Oi people…

Hoje foi um daqueles dias que eu sinceramente estava naquele espírito páááááára o mundo que eu quero descer AGORA!!! Jesuiso, a coisa foi feia. Sabe aqueles momentos críticos que você se pergunta “cadê o botão que desliga essa joçaaa?!” ? Pois é, e o mais tocante desses momentos onde as coisas belas da vida ficam um tanto quanto acinzentadas é que não tem como fugir. Eles vem, o mundo não pára e a joça não desliga.

Nessas horas, é sempre bom dar uma extravasada. O desafio: como fazer isso sem causar big problemas pra você e pra quem está por perto. Lágrimas, palavras de baixo escalão, gritos, eles aparecem assim, sem fazer esforço nenhum. Quando eu estou a ponto de bala prefiro ficar beeem longe da galera porque as reações podem ficar meio fora de controle.  Quando a gente vê já soltou um comentário ácido aqui, um esfrega ali, uma resposta azeda acolá, e depois bate aquele arrependimento. Afinal de contas ninguém tem culpa do seu dia estar azedo. São as mesmas pessoas de todos os dias, quem está diferente é você. Bom, talvez elas estejam mais chatas. Nesse caso, faça que nem o Gustavo (Marcos Palmeira) da novela das 6. Ele estava sem paciência com o amigo dele e o que ele fez? Mandou ele catar coquinho? Cagar na latinha?! Ver se ele estava lá na esquina?! Nooo. Ele me soltou essa: “Ahhh Alcino, vai surfar na Indonésia!!!” Ahhh….ofensas de ricos….é outro nível….

Aiai…mas voltando ao nosso assunto, vou deixar algumas sugestões que tem funcionado comigo. Hopefully, te ajudarão também. O meu primeiro conselho para você enfrentar esses dias é desabafar com alguém. Eu gosto de desabafar com Deus. Tipo, hoje eu entrei no quarto e acho que dei até canseira nele, mas Ele me entende, sabe que eu amo Ele demais, então fica tudo certo. Desabafa com um amigo, com o cachorro, com o peixe, sei lá, com quem tiver por perto e tiver tempo e paciência pra te ouvir. Falar faz bem e te ajuda a entender que a coisa às vezes não está tããão preta quanto parece. O segundo conselho, tirado do livro “Não faça tempestade em copo d’água” , é  guardar um espaço no seu coração para esses dias bem ruins. A idéia é a seguinte: querendo ou não, de vez em quando esses dias devia-ter-ficado-na-cama acontecem, então não pira a cabeça não porque do jeito que eles vem, eles também vão. Tudo passa. Não compensa ter um quase-infarto toda vez que um desses dias vier. O terceiro e último conselho é se lembrar que, como diria meu amigo, “nóis podia tá roubando, tá matando, mas tamo aí, na luta”. Nós aguentamos trânsito ruim. Aguentamos gente sem noção. Aguentamos matérias desgramentas. Aguentamos o calor. Podíamos nos rebelar, podíamos jogar tudo para o ar, podíamos fugir, mas não. Estamos aí e não vamos nos render tão facilmente. Nóis tropica mas não cai.

Então em homenagem a você, a mim, e a todas as pessoas que enfrentam esses dias e não desistem, vamos nos juntar ao Queen e cantar “Weeeeeeee are the chaaampions my friiiieeeeend”! Essa foi a versão mais vestida do Freddy Mercury que eu achei. O homem insiste em ficar de cueca no palco, e aí não ia rolar postar aqui, né gente? Tenho que manter o nível por aqui…hehehe. Achei essa aqui com um pedacinho de “We Will Rock You”. Enjoy🙂

Abração e buenas noches…………………………………………………………….:)

Uma resposta to “Aqueles dias”

  1. Diego dezembro 20, 2009 às 11:12 am #

    É, esse ano foi recheado de “Aqueles dias” e lendo o post, vejo que não foi só para mim, mas foi muito bom saber que podemos nos expressar pedindo para que algumas pessoas deêm “uma surfada na Indonésia”, rsrsrs…muito bom!!!
    Grande abraço Déia,
    Jesus abençoe.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: