O exemplo de Madre Teresa

18 jul

Oi gente!

Começamos a semana com coluna nova: Salva de Palmas. Essa coluna é dedicada a pessoas, ideias, organizações e iniciativas que realmente merecem nosso aplauso. Seja por seus ideais e princípios ou suas ações super inspiradoras, elas se destacam no meio da multidão, se sobressaem em meio ao comodismo e a mediocridade e se tornam exemplos a serem seguidos. Definitivamente merecem ser comentadas por aqui.🙂

Talvez você não saiba, mas dia 19 de julho é o Dia da Caridade. Sim, eu estou me adiantando. Para você ver meu novo compromisso com a eficiência! haha Mas durante toda a semana o assunto é refletido no mundo, e acho legal pensarmos nisso aqui também.

Caridade, segundo o wikipedia, é um sentimento ou uma ação altruísta de ajudar o próximo sem buscar qualquer tipo de recompensa.

Opa, gosto dessa parte final, porque é o que distingue a caridade pura de outras coisas por aí que chamam de “boas ações”. Caridade é fazer o bem pelo bem, e não para chamar a atenção, melhorar a auto-estima, ficar bem na fita, responder a pressões da sociedade, dar um up na vida após a morte ou comprar uma casinha no céu. Bem disse Jesus que Deus não estava nem um pouco preocupado com o tamanho da esmola. Ele estava preocupado com o tamanho do  amor expressado em cada gota de suor ou cada centavo. Se o bem que você faz não começa realmente no seu coração, pare de trabalhar à toa e reveja seus conceitos. Nas palavras de Paulo:

“E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”   1 Co 13:3

E se falamos de caridade, lembramos de uma senhorinha muito simpática que foi um belo exemplo de como é possível expressar amor de maneiras bem práticas. Sim, estamos falando da Madre Teresa de Calcutá, essa mulher pequenininha que deixou tantas frases legais e inspiradoras que eu poderia encher esse post com elas.

Madre Teresa se juntou às Irmãs de Loreto (tradução livre – Sisters of Loreto) aos 18 anos, uma comunidade irlandesa de freiras que desenvolvia um trabalho missinário na Índia. Um tempo depois foi enviada ao país para trabalhar como professora e assumir seu chamado como freira. E foi lá que tudo começou. Sabe o que aconteceu? Nada mágico, na verdade. Nenhum anjo apareceu, nenhuma luz brilhou no meio da noite. Ela olhou para fora. Literalmente. Ela olhou para fora das janelas do convento e viu uma Índia mergulhada na pobreza extrema e no sofrimento. Naquele momento ela soube que tinha parte naquilo tudo. Ela estava lá, ela podia fazer algo. E ela ia fazer.

Foi assim que nasceu um trabalho incrível voltado para aqueles que mais precisavam de ajuda: órfãos, mendigos, aidéticos, leprosos, refugiados e qualquer grupo que vivesse à margem da sociedade. Esse trabalho culminou na ordem das Missionárias da Caridade, uma organização premiada que continua o trabalho mesmo depois que Madre Teresa foi-se embora morar com o Criador.

Essa ganhadora do Prêmio Nobel da Paz mostrou que o amor é prático. E deixou claro que o primeiro passo para qualquer pessoa que queira fazer algo relevante é olhar para fora. Se você não ver, seu coração nunca vai sentir, e seu pequeno mundo pessoal será sua única região de influência e interesse. Mas se sair da zona de conforto vai perceber que as necessidades do mundo são muito maiores do que as pessoais.

Madre Teresa era gente como eu e você. Mas deixou o Amor tranbordar por onde passou. Para mim, é uma super inspiração. Alguém que mostrou que é possível sim fazer algo bom. Inspire-se também nela e em uma de suas frases que bem poderia ser uma síntese da sua jornada:

Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota.

Abraço e um ótimo começo de semana a todos =)

5 Respostas to “O exemplo de Madre Teresa”

  1. Roberta julho 18, 2011 às 6:04 pm #

    Legal Deia.Tem um amigo meu que vai gostar muito de ler seu blog…vou indicar no meu, pode ser? bjooooo

  2. blogdadeia julho 19, 2011 às 10:25 am #

    Legal, pode sim!
    Bjo =)

  3. Camila Araujo julho 19, 2011 às 11:24 am #

    Déia, cada vez que passo por aqui fico impressionada como vc escreve bem menina!! Adorei o post! E de fato, Madre Teresa nos deixou inúmeras lições… mulher de fé e de ação. Fica com Deus querida. Saudades.

  4. Camila Araujo julho 19, 2011 às 11:25 am #

    E quero só ver se vai manter o blog atualizado dessa vez!rsrs

    • blogdadeia julho 19, 2011 às 8:38 pm #

      Acho que vou ter que escrever pra valer durante pelo menos um mês pra reconquistar a confiança desses leitores! hahaha
      Obrigada pelo comentário!
      Saudades de vc tb =)
      Bjão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: