Na madruga

23 set

Oi people!

                                             

Neste exato momento são duas da manhã, e eu oficialmente estou trocando o dia pela noite. Não, eu não virei porteira, e nem viciei em joguinhos de internet. Mas desde q eu estou sem compromissos oficiais de manhã, eu perdi completamente a capacidade de obedecer meu despertador. Noite passada eu cheguei ao cúmulo de desligar ele sem ver. Perdi o respeito pelo pobre coitado. Então agora meu negócio é render de noite, e muito. Até coloquei uma fotinha da Broadway pra me me inspirar na “city that never sleeps”.

(Pausa)

É, literalmente. Eu dei uma paradinha agora pra pensar nos meus últimos dias. E sabe o q eu acho? Q eles foram muito bons. Sério, só de pensar eu começo a sorrir. Não aconteceu nada de extraordinário, realmente, foi o de sempre (se é q isso existe). Mas Deus tem me ensinado a amar o que eu faço, e fazer o que eu amo. Eu não sei se vc já fez isso, mas de vez em qdo eu assistia filme ou séries e ficava pensando (às vezes inconscientemente): “Nó, parece q a vida na ficção é tão show, e a vida real tão…humm…normalzinha, regular, tão acordar-comer-trabalhar-estudar-dormir”. Mas eu ando descobrindo uma coisa, e eu tenho q colocar esse verbo no gerúndio mesmo pq eu ainda não descobri tudo. A gente sempre pode escolher como viver nossa vida, e se a gente quiser, ela pode ser muuuito boa. Eu gosto de encarar as coisas como se eu tivesse vivendo meu próprio filme ou meu próprio livro, sendo a personagem principal. Não é legal? Tem momentos super bons, outros engraçados, outros difíceis, mas é a sua história, e vc está vivendo ela com todo o seu potencial, curtindo ao máximo. E o q era simples se torna, sei lá, emocionante. Não, eu não estou ficando doida, e não vou te enganar, dá trabalho, mas hj eu posso dizer q é possível viver uma vida q valha (muito) a pena. Ela não vem de graça, tudo o q eu quero eu tenho q plantar antes. E eu preciso da ajuda de Deus o tempo todo. Mas quando a gente começa a ver os resultados…tudo compensa. Como já disse Fernando Pessoa, tudo vale q pena quando a alma não é pequena.

E para acrescentar algo mais no seu dia, eu recomendo o blog do meu amigo Diego:

http://recadoceu.wordpress.com/

E para…bom…acrescentar é meio demais, mas para rachar um pouco o seu bico, checa só o cachorrinho maaaaais malandro do universo:

http://br.video.yahoo.com/watch/3522088/9766101

Hauhauahua….aiai…enfim, vou ficando por aqui, tentei colocar música aqui mas o programa chiou, então fica pra próxima…

Abração e fica na paz…………………………;)

3 Respostas to “Na madruga”

  1. Diego setembro 24, 2008 às 4:00 am #

    Tenho acompanhado o blog da Déia, inclusive está na minha liste de “Sites Abençoados”, pois verdadeiramente tenho sido muito edificado não somente com tudo que leio mas com a vida da autora. Para mim é um privilégio grande te-la como amiga, na verdade, uma irmã. Tenho crescido com o blog, mais ainda com a nossa amizade, sou grato ao Senhor pela vida da Andrea!! Sei que aqui não é orkut para depoimento, e sim um blog para comentário, mas fica ai o meu “depocomentario” e COM CERTEZA, HOJE É POSSIVEL SIM, “VIVER UMA VIDA QUE VALHA (MUITO) A PENA!!!
    JESUS ABENÇOE.

  2. blogdadeia setembro 24, 2008 às 4:28 am #

    Ê Diego, o privilégio é todo meu de te ter como amigo e irmão em Cristo. Como vc contou (acho q foi o Pr. Márcio quem falou), nós devemos ter amigos q sejam mais cristão do q nós. Vc com certeza é um deles.
    Que Deus te abençoe também!
    Abração🙂

  3. Marina setembro 24, 2008 às 2:59 pm #

    ain, como eu gosto de vcs😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: